Momento: Corpo e Alma

“Explicar o que sentimos por uma pessoa especial e por quem nos apaixonamos sob os termos estritos da química do amor é subtrair a magia do assunto. ” – Albert Einstein

Phoenix!

Eu me perco na picante sensualidade de seu corpo,

E me encontro na doce suavidade de sua alma.


Indescritível! Exuberante!
A Sensação que desperta em meu corpo, minha alma

Ao despir seu corpo suavemente
Amando-o intensamente.

Ao sensualmente cativar sua alma
Contemplando-a inteiramente.


Me encanta! Me seduz!
O exato momento 
Que nossos pensamentos se tornam um.

No proceder irreverente do seu corpo
Que fica a me provocar
Solicitando carícias e afagos.

No olhar despretensioso de sua alma
Que permanece a me convidar
Desejosa de carinho e amor.

Phoenix!

Eu me perco nas tortuosas e prazerosas curvas de seu corpo,

E me encontro na saborosa ingenuidade de sua alma.


Indescritível! Exuberante!
A Sensação que desperta em meu corpo, minha alma

Ao tatear seu corpo delicadamente,
Com beijos e suspiros
Enlaçando seus lábios
Em minha Alma

Ao navegar sua alma calmamente,
Com olhares e sorrisos
Conduzindo seus desejos
Em meu corpo.


Me encanta! Me seduz!
O exato momento 
Que nossos corpos se tornam um

No balanço frenético e 
Descompassado do seu corpo
Conduzindo meu corpo
Ao mar do prazer

No perfume intenso e 
Sedutor de sua alma
Encaminhando minha alma 
Ao jardim do coração.

Onde a sensação de prazer e amor se acumpliciam


Eu me perco…

Eu me encontro…

No encantador reencontro de nossos corpos,

No inebriante reencontro de nossas almas,

Na liberdade de amar de corpo e alma – a Phoenix.


Cláudio Cordeiro 🐉

E Você já se Encontrou na Liberdade de Amar de Corpo e Alma.