Reflexão: O Sorriso

“Toda mulher leva um sorriso no rosto e mil segredos no coração.”

Clarice Lispector

Phoenix! Seu Sorriso, meu encanto.

no instante de um momento captado, por entre a multidão de pessoas, a Phoenix irradia aquele sorriso imenso de alegria e intenso de felicidade…

O sorriso… este esticar dos lábios, exibindo majestosamente os dentes, alterando complemente a expressão facial, é um fator preponderante da alegria e fundamental na arte de ser feliz. A felicidade, normalmente, no dia a dia, vem expressa no mais belo sorriso.

Phoenix! Seus olhares são mágicos e repletos de sorrisos estonteantes, mas seu coração transborda mil segredos.

Sorria, sorria e sorria…  adorável Phoenix!

Porque o sorriso… é interpretado como um estado de alegria, contagiando a todos;

Porque o sorriso… provoca otimismo, positivismo em seu entorno, promovendo um ambiente alegre e confiante;

Porque o sorriso… gera um relaxamento das tensões e harmoniza o ser, dando a sensação de paz, que transborda contagiando o ambiente, as pessoas;

Porque o sorriso… motiva a confiança, pois normalmente enxergamos por trás de um sorriso a amizade florescer;

Porque o sorriso… permite aos olhos enxergar a leveza da alma.

Porque o sorriso… aquiesce viver melhor, mais alegre e feliz.

Porque o sorriso amplia o mundo diante do olhar, tornando tudo mais alegre, colorido e agradável.

Sorria, sorria e sorria…   encantadora Phoenix!

Porque o sorriso… Ah! seu sorriso encantou meu olhar, iluminando minha alma na solidão de uma noite, em meio a tanto burburinho.

Simples assim!!! 🐉💙🔥

No primeiro olhar
Deu pra imaginar
Vai acontecer
Tentei evitar
Mas ao desviar
Vi um céu de estrelas
E ao sorrir, que luz
Seu riso tem uma luz
Que ninguém mais traduz
Só o luar
Chegou pra ficar, pra iluminar
E me enlouquecer

Ao se aproximar
Não deu pra negar
Não pude esconder
Li no seu olhar
Estava escrito lá
Até nas estrelas
E ao sorrir, que luz
Que brilho ela possui
Meu Deus, ela seduz
Com seu olhar
Veio pra ficar
Pra me encantar
E me envolver

Loucos pra sonhar
Foram se entregar
Sem ninguém saber
Risos pelo ar
Livres para amar
Sede de viver
Não sei como foi
Mas se a vida pôs
Tudo entre nós dois
Então vai ser
E esse amor em nós
Vai sorrir após
Cada amanhecer

(Composição: Gilson Peranzzetta / Nelson Wellington)


Cláudio Cordeiro 🐉

Momento: O Reencontro

Os encontros mais importantes já foram combinados pelas almas antes mesmo que os corpos se vejam…

Paulo Coelho

Naquela noite em meio ao burburinho de uma praça em festa, a serenidade, companheira das emoções, que não mais se faziam presente, envolvia o intrigante Dragon. Sentado em seu trono, imponente e altivo, sorvendo o néctar dos deuses, sentia os próprios pensamentos em uma conversa intima consigo mesmo. Olhava, vigiando cada movimento, o horizonte em derredor… procurava sem saber o quê, ou quem… apenas procurava por alguma lembrança esquecida no tempo infinito da existência imortal.

leonid-afremov-by-catherine-la-rose-29[1]

Eis que… no tempo de um momento sentido, o burburinho se fez silêncio, e entre mesas e cadeiras surge o olhar mais fascinante e arrebatador ali percebido. Nesse vago instante, em que o tempo se fez luar, iluminando o surgimento da Phoenix, majestosa e segura de si em toda sua fragilidade, causando uma revolução na serenidade das emoções ora esquecida.

Eis que… no instante de um momento captado, por entre a multidão de pessoas, a Phoenix irradia aquele sorriso imenso de alegria e intenso de felicidade. Exibindo-se poderosa e repleta de brilho, provocando um estremecer na alma até então quieta de desejo.

Eis que… no impulso de um momento inusitado – Dragon – se arrebatou ao vento, deixando seu trono e aproximando num esticar do olhar a um abraço, algo chamou atenção. Apenas isso! Não existia aspiração, nem intenção, em poucas palavras o momento se desfaz ficando a sensação de inquietude no coração. 🐉💙🔥


Cláudio Cordeiro 🐉