Reflexão: Tempo… Sinfonia do Recomeço

“Simples assim! A tinta invisível do amor, rompe o espaço no tempo, e rabisca páginas encantadoras de sonhos, e sonho, mantendo a energia da vida, cansado de ir, sonolento de vir, na silenciosa e profunda “fome” de permanecer.” – Dragon 🐉

“A vida é uma infinita dança suave no eterno palco chamado tempo, para apresentação do Eu, do poder de escolha e o caminhar natural da vida, como vento que penetra em nossos cabelos e dá forma a um bonito esvoaçar.” – Dragon

O tempo!

Maestro da experiência vivenciada, da sabedoria construída, da maturidade que chega, afinando os instrumentos no recomeçar do reencontro e, a vida muda, as pessoas se esvaem, se transformam.

No viver da experiência, aprendemos que o tempo é um instrumento afinado, entendendo que devemos utilizá-lo na “orquestra” da vida. Refletimos e percebemos que o importante é dividi-lo com quem caminha na mesma vibração, na mesma sinfonia, desenhando na partitura, da vida, as notas musicais que completam o magistral “sonho real” de viver, amar e dedilhar os acordes da felicidade…

No viver da sabedoria, descobrimos que o desconhecido pode ser algo maravilhoso, quando nos permitirmos construi-lo corajosamente e inteiramente na integridade de nós mesmos, compreendendo que não existe mais tempo para rebeldia, tropeços, enganos, ilusões…

No viver da maturidade, desejamos a verdade, o melhor, a realidade, a harmonia musical dos instrumentos. E, se o tempo nos oferecer uma nova partitura, apontar desafino, novas melodias, então, mudamos o instrumento, a afinação, a música, respeitando a exuberante sinfonia do amor na arte de viver, amar e recomeçar…


Fico a refletir 
Na magistral orquestra da vida
Na leve e doce sinfonia sonhada
Sentindo o fluir 
Da energia musicada
No tempo da vida.

Vivo inteiramente 
Uma vida intensa 
No simples lapso do instante
Experimento no momento
A infinita eternidade 
Sem vivenciar a nostalgia.

Sou intenso e inteiro 
Na integridade de ser 
Da partitura orquestrada
Na oportunidade ímpar
Da sinfonia sonhada 
Reencontrar no tempo 
O equilíbrio harmônico 
Do amar e desejar.

Na experiência musicada
Na sabedoria entoada
Na maturidade do tempo
Pelo silêncio orquestrado
Tendo tudo a aprender
Nada a dizer
Afinar o instrumento
Reencontrando na alma 
O caminho do amor.

Cláudio Cordeiro 🐉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s