Momento: A distância do Momento!

“O amor é o espaço e o tempo medidos pelo coração.” – Marcel Proust

A arte de amar nem sempre é simples… às vezes falta colorido, sobra distância, os traços são fortes ou fracos demais, o pincel se desgasta e em outros momentos a tela parece grande e infinita dando a sensação de que nunca se tornará um belo e encantador quadro. 


Não há como medir 
A distância do momento.
Tão longe ficamos… e,
Não chegamos! 
Nem fomos!
Há um lugar comum
Um vazio… restou
Uma saudade ficou.

Quero ouvir 
Tuas histórias 
Ainda não contadas
Então! Demoras
Um pouco mais…

Ocupa meu olhar 
Com a tua imagem 
Meu desejo
Com tua sensualidade
Minha boca
Com teu beijo.

Acabam-se as tintas, 
Desbotam as cores
Da poesia a ser escrita
No livro da vida.

Não adie o que
O tempo roubou
O medo enterrou. 

Seja meu verso perfeito 
No risco do meu poema
Seja flor temporã
No outono que perdura. 
Seja manhã clara 
Entardecer na varanda
Seja o amor guardado 
Pela eternidade de uma vida
Pelo tempo infinito de um beijo…

Então fica! Então fico! 
Simples assim!


No entanto quando a tinta usada é a tinta “invisível do amor”… todas as distâncias, incertezas e tristezas, se diluem no espaço de uma pincelada, e surpreendentemente, surge acabada e radiante a obra mais bela pintada pelo amor e pela esperança.


Cláudio Cordeiro 🐉

Seja a Presença no Momento da Distância!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s